Buenovel

Baixe o livro no aplicativo

Download
Capítulo 21

Me deitei no banco de madeira da praça onde eu e Henri estávamos, usando como travesseiro as pernas de Henri e observando as poucas estrelas que brilhavam no céu, a maior parte delas estando cobertas por espessas nuvens cinzentas.

Já me sentia tonta e até um pouco desnorteada, minha boca inteira estava dormente e eu ria de qualquer coisa que Henri dizia, por mais aleatório que fosse, mas ainda assim eu sabia que não estava bêbada o suficiente, então peguei a garrafa de vinho batido com leite condensado da mão de Henri e tomei mais um gole.

– Não é engraçado? Eu estou cheia de problemas, minha família está a maior merda possível, e, ao invés de tentar fazer alguma coisa para melhorar eu só... Eu só con