Buenovel

Baixe o livro no aplicativo

Download
Capítulo Quarenta

— Ah, não. — Resmungou Valentina depois de olhar o grande relógio dentro do aeroporto. — Já são seis e cinqüenta e cinco. Como iremos entrar na sala de embarque? Não temos uma passagem sequer.

Rafael e Paulo entreolharam-se longamente realçando o famoso sorrisinho sapeca.

— Não iremos. — Decretou Rafael. — Você irá.

— Como?

— Eu e Paulo combinamos em distrair os dois seguranças na portaria de embarque. Nessa hora, você vai correr pra lá mesmo que outros seguranças apareçam. 

— O que vão fazer?

— Um teatro bem realista. — Disse Paulo.

— Agora, finja que vai pedir informação no balcão enquanto nós encenamos, tudo bem?

Valentina prendeu o ar nos pulmões, assentindo ao direcionar-se na direção indicada