Buenovel

Baixe o livro no aplicativo

Download
CAPÍTULO 2

BELLA

Hoje faz um ano que mamãe nós deixou, só me sobrou as lembranças do seu sorriso, o aconchego de seu abraço.

  Antes dela partir me deixou muitas heranças, além do valor de um caráter, ganhei a receita de familia que passava para mim, a terceira geração. A receita parecia normal de um bolo ou trufas, mais havia um ingrediente secreto que poderia ser usado nas duas.

*"DESCUPA É SEGREDO"* rsrs....

Mamãe sempre nos ensinou a olhar a vida de uma forma diferente,  ela dizia

" que tudo tem um lado bom, mesmo o mais bobo que seja "

  É logico que sinto a falta dela, mais eu canalizo nos momentos bons, afinal é a lei da vida.

Por um tempo eu entendi o momento de luto de papai, mais ele se entregou ao obscuro, a tristeza e a dor o matou também, ele apenas sobrevivia um dia após o outro, ja não trabalha nem se alimenta como devia. A minha irmã Gleice que cuida dos afazeres de casa e as vezes me ajuda com as vendas , quando o sr Elton, nosso pai não está dando trabalho nos xingando e se enbebedando com o dinheiro de comprar comida, as vezes os vizinhos nós ajudava , mais só as vezes.

  O povo ja não era mais o mesmo, nunca eu tinha ouvido falar de, causo de roubo no povoado, pois a grande maioria era muito pobre, pessoas tentavam contra a propria vida, porque o pouco que tinha lhe era tirado, outros enlouqueciam falando sozinhos, muitas pessoas não aceitaram a morte em massa que houve, teve familia que perdeu 2, 3 entes queridos por conta do vírus. Além da fome o amor de muitos se esfriou, era cada um por si.

  Se não bastasse os roubos, a fome, a falta de empatia, começou a aparecer cadáveres a beira da colina. Definitivamente está ficado dificil. Viver aqui, sem perder a essência.

   Quando não é papai falando besteiras de nos casar, está bêbado chorando querendo por um fim na propria vida para se encontrar com mamãe, como se isso fosse possivel ?!

O dia hoje foi muito aproveitoso, eu vendi todas as trufas e sobrou só dois pedaços de bolo, que eu imaginei comer amanhã.

Mais só imginei mesmo, porque o destino estava de palaçada comigo.

Eu nunca imaginei que meu pai, teria coragem de fazer isso de aceitar tal coisa, nem passava pela minha cabeça  isso, que a doideira dele poderia se tornar real.

Próximo Capítulo